quarta-feira, 1 de abril de 2009

Release - ruído/mm - 2009



O nome da banda é "ruído por milímetro" ("ruído" = ruído; "/" = por; "mm" = milímetro). Uma medida imaginária para registrar os possíveis experimentos e sonoridades estranhas atingidas pelo grupo. Seja pós-rock, art-rock, rock alternativo, tex-mex brazuca, experimental, jazz-rock ou qualquer outro rótulo que te sirva melhor para definir o som deles. Faixas instrumentais, que brincam com nossos sentidos, explorando a sinestesia para a melhor compreensão de suas músicas.

Simplificando, trata-se de uma banda global, sem fronteiras. Iniciada em meados de 2003, em uma trajetória relativamente curta, a banda curitibana conquistou um importante espaço no concorrido cenário da música independente da capital paranaense – e do Brasil. O tempo, sempre ele, passou e maturou as idéias dos rapazes. No currículo, somam-se três discos lançados: série cinza (2004), índios eletrônicos (2005) e praia (2008). Este último recebeu grandes elogios da crítica especializada, figurando entre os melhores discos de 2008 na trama virtual; foi considerado um dos melhores 100 trabalhos da década 00 (lista de Alexandre Matias do portal Trabalho Sujo); e até mesmo foi referenciado numa entrevista com David Byrne no site Pitchfork. Em 2010 o grupo entrará em estúdio para gravar um novo álbum, a ser lançado ainda no primeiro semestre.

Novos membros da família vieram e antigos fantasmas se foram, mas a essência continua a mesma. O grupo hoje é formado por André Ramiro, Ricardo Pill, Giovani Farina, João Ricardo, Rafael Martins e Sérgio Liblik. Outros músicos cercam a banda numa forma de “corpo de apoio”. Quem sabe um dia o ruído por milímetro transformar-se-á numa orquestra por milímetro.

2 comentários:

  1. Um contato para entrevistas seria bom, não acham?!

    ResponderExcluir
  2. Aqui já é um contato. rs
    nosso e-mail é ruidomm@gmail.com
    abs

    ResponderExcluir